quarta-feira, 4 de maio de 2011

O Mundo Perdeu o Sentir

A chuva devora o mundo mudo,
De mil maneiras tingidas sem cor.
A Terra devora o rio de chuva surdo,
E seca do mundo o tacto da dor.

Insensível é ele, então.
Sem sorrisos, sem gritos,
Sem coração.

E quem o vê com peito
É cego de defeito.

Que o mundo perdeu o Sentir.

6 comentários:

Lin Na disse...

Tão lindo. E tão triste por ser verdade.

Leto of the Crows disse...

E dói ver isso.
Mas obrigada, Nonó ^^
*abraço*

Siri Ahcor disse...

Vim aqui parar pelo 'Paginas desfolhadas'
Vi lá o teu poema e a curiosidade foi mais forte.
E qual não foi o meu espanto quando vim aqui parar e fiquei sem palavras com o que li.
Os poemas são lindos, e ainda que retratem tristes verdades, só ganham ainda mais valor ao faze-lo. Mas o que me arrebatou mesmo foi a prosa. Principalmente as quatro mini narrativas.

Parabéns. Tens um dom que vale a pena seguir!

Leto of the Crows disse...

Fico muito contente que tenhas gostado, é sempre bom saber que o que escrevo é do agrado de algumas pessoas, e que elas gostam de sentir o que é transmitido ^^

Volta quando quiseres,
Beijinhos!

Blood Tears disse...

E com o sentir perdeu a alma..... O.o

palavras lindas, leto....

Blood Kisses

Leto of the Crows disse...

Muito obrigada ^^

Beijinhos!