domingo, 1 de julho de 2012

O Fogo é Líquido no teu Cabelo

O fogo é líquido no teu cabelo
Debruçado à janela dos sonhos.
Pinga das madeixas soltas ao vento,
E vem aquecer-me,
Abraçar-me num toque lento
De quem teme e foge
Do mundo.

Não temas, que o temor
Tem vontade de roubar a vida,
E é imensa a que resguardas
Longe do olhar, perdida,
Nos bosques do pensar.
E temo, temo tanto,
Por te magoar.

Foges sem correr,
Incendeias com palavras
O que desejas nunca ver
Em chamas tão argutas de vivas.
Não compreendes então
Esta silenciosa mão
Que se estende para ti.

Aguardo e escuto
O crepitar que te enche,
A ameaça que é mentira nua
Contada a ti por ti, só tua.
E apago-a com um abraço
Tão sincero que me perco
No fogo líquido do teu regaço.

5 comentários:

Liliana Lavado disse...

Gostei :)
…em especial de "...Incendeias com palavras
O que desejas nunca ver…" :)

Leto of the Crows disse...

Obrigada, Liliana :D

Antonio Jesus Batalha disse...

Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom, li algumas coisas folhe-ei algumas postagens, gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, e espero que continue se esforçando para sempre fazer o seu melhor, quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha. Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que haja muita felicidade e saude em sua vida e em toda a sua casa.
PS. Se desejar seguir meu blog fique á vontade, eu vou retribuir.

p a t r í c i a * disse...

Gostei mesmo muito :) Gosto da ideia do fogo líquido. Não a percebo, mas caramba, soa de forma tão linda x)

Leto of the Crows disse...

Pessoas ruivas, Lifi, pessoas ruivas *cof cof*

Obrigada ^^