quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Defino-te em utopia


Defino-te em utopia,
De trejeito que é horizonte
Decidido pelo Sol
Ao seu nascer.
Da aurora tens o raiar
Que sorrie na alegoria
Do cumprimento ao mundo
Tomado
Pelo despertar.

Ayalal,
18.Lamashan.4699

Sem comentários: