terça-feira, 9 de agosto de 2011

A Princesa de Chinelos

(Algo parvo para variar...)

Nobres cavaleiras e mui belos donzelos,
Eis-me aqui, perante vós, calçada de chinelos.
Que desonra para mim, admitir tais factos,
Mas a feiosa da bruxa roubou-me os sapatos!

A maldita, com a sua verruga no nariz,
Quis tirar-me o direito legítimo de imperatriz!
Imaginem só como ficou meu pobre coração,
Quando dei conta do roubo, entre a desarrumação.

Mas a coroa de flores oferecida pelas fadas,
Em troca de cogumelos e muitas empadas,
Prova a ascendência real das minhas veias,
E de tudo o mais, incluindo também as meias.

Mas que dor atroz... Meias sem sapatos...
Quase que preferia beijar mil e um sapos!
Mas irei falar com minha mãe, a suserana,
E a velhaca da bruxa sofrerá a dor desumana.

Pois quem no trono se está a sentar,
Tem gosto por sangue e cabeças a rolar.
Apresento-vos a Rainha de Copas, mãe minha!
Tende cuidado, que ela é mãe galinha.

E como bem vedes sou então princesa,
Do País das Maravilhas, com certeza!
Nobres cavaleiras e mui belos donzelos,
Não vos atreveis a fazer troça dos meus chinelos…

(Para um passatempo)

5 comentários:

Brid disse...

Está tão giroooo! :DDD que passatempo, Letozinha? :)

Leto of the Crows disse...

Olha a desaparecida! :D

Foi para ganhar uns livrinhos ^^

Ana Margato disse...

Adoro =)

Leto of the Crows disse...

Bigada :D

MariaPapoyla disse...

está tão engraçado!! parabéns :)