domingo, 2 de novembro de 2008

Outono


Em tons de castanho, melancolia,

E num brilhar de Sol silencioso,

Permanece murcho o mundo

No seu decaído absurdo.

O verde espontâneo levou-se,

Do despontar etéreo que restou?

Oh! Cai tudo, nada fica.

Dormem sós, dormem esperando,

Braços despidos e entristecidos.

Dormimos assim nós,

De olhares atentos aguardando

O renascer da vida.

4 comentários:

Kath disse...

O Outono é a minha segunda estação preferida, adoro pisar folhas secas e saltar debaixo das que caem das árvores. ^^

Leto of the Crows disse...

Pois, também eu ^^
Apesar de ficar sempre constipada e os pés me gelarem --'

Kath disse...

Pois, eu também ando com os pés gelados, normalmente. E ainda por cima sou friorenta. x) As constipações é menos regular.

Blood Tears disse...

E como o mundo gira e o tempo não para, deleito-me com os tons maravilhosos que o Outono nos proporciona... Acho que é uma estação tremendamente romântica e propícia à introspecção... Aguardamos então o despontar etéro.... :)

Blood Kisses